Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Na Cozinha Com As Estações

Na Cozinha Com As Estações

Alguns Conselhos Para Um Inverno Mais Saudável

Cabbage-SS-THD-560x400.jpg

 

 

Nós e a Natureza: O Inverno, é a época em que a natureza está recolhida, aparentemente adormecida, em hibernação mas em preparação para a Primavera.

 

Assim deverá ser o nosso estado de espírito nesta estação, tentar encontrar a calma, descansar mais e começar a delinear o que queremos desenvolver na próxima estação.

 

O Inverno e a Saúde: Para a medicina oriental é a estação relacionada com o elemento água e com os órgãos rins e bexiga.

 

Devemos dormir mais, tentar ir para a cama mais cedo. Diminuir o exercício físico e sobretudo evitar exercício excessivo que promova a transpiração. É importante protegermo-nos do frio com roupa quente mas evitar ambientes demasiado aquecidos. 

 

É também importante manter a zona lombar aquecida, poderá enrolar um cachecol à volta da cintura.

Um escalda-pés à noite antes de ir para a cama vai ajudar a relaxar, a dormir melhor e a fortalecer a energia dos órgãos mencionados. Encher o bidé ou uma bacia com água quente (a temperatura que conseguir suportar), adicionar um pouco de sal (facultativo), e sentar-se num banco com os pés dentro de água por dez minutos. Aproveitar para relaxar o corpo e a mente. No final secar bem os pés e calçar umas meias de algodão.

 

O Inverno Na Cozinha: É a época em que deve haver um maior consumo de proteína, leguminosas e peixe (caso não seja vegetariano) e gordura saudável, azeite, outros óleos de primeira pressão a frio, frutos secos.

 

Evitar o consumo de frutos tropicais nesta estação (abacate, abacaxi, ananás, banana, mamão, manga, papaia, etc.), alimentos e bebidas frias e geladas. Diminuir o consumo de alimentos crus.

 

Começar as refeições com uma sopa.

 

O sabor associado ao inverno é o salgado. Caso ainda não o tenha feito, é uma boa altura para deixar o sal refinado (e branqueado) e começar a utilizar o sal marinho integral. Temos excelentes salinas no nosso país, pode comprar por exemplo o Marnoto ou da Nature Foods, ambos provenientes da Ria Formosa, no Algarve. E começar a juntar um pouco de algas às suas refeições.

 

Um creme feito com aveia, em flocos ou em grão (de preferência) ou trigo-sarraceno e com algumas nozes misturadas, ao pequeno-almoço, aportará uma boa energia e calor para as manhãs frias de inverno.

 

Assar, cozer, estufar, fritar, cozer na panela de pressão, são os métodos de cozinhar mais indicados para esta estação.

 

Uma boa continuação de inverno a todos.

 

 

E não se esqueça de por sempre uma pitada de amor na sua comida e uma pitada de especiarias na sua vida.

                                                                                      Ana

Hamburguer de Tempeh com Vegetais e Ervas Aromáticas

Tempeh - 250 gr

Cebola - 1

Alho -2 dentes

Pimento Vermelho - 1/4

Cenoura - 1

Limão - Sumo de 1/2

Óregãos Secos - 1 colher de chá

Coentros - a gosto

Flocos de aveia finos - 60gr

Farinha de Milho - 60gr

Sal - a gosto

Shoyu (Molho de soja) - 1 colher de chá

Gengibre - cerca de 2 cm

Azeite

 

Colocar o tempeh num tacho, cobrir com água, juntar o molho de soja e deixar cozer por dez minutos após levantar fervura.

Nesse tempo laminar a cebola, picar o alho e cortar o pimento vermelho em cubos. Levar a refogar ligeiramente numa frigideira com um fio de azeite. Reservar.

Tirar o tempeh da água e deixar arrefecer por uns minutos.

Num processador colocar os flocos de aveia, a farinha de milho, o sal, os orégãos e reduzir até ter consistência de farinha. Reservar.

Partir o temph em bocados e colocar no processador, temperar com sal, coentros picados, o sumo de limão e o sumo de gengibre (ralar o gengibre e escorrer as aparas), juntar o refogado e a "farinha". Misturar bem.

Retirar do processador, misturar melhor com as mão, molhar ligeiramente as mãos e moldar os hambugueres.

Levar ao frigorífico por uma hora.

Dourar num pouco de azeite ou levar ao forno.

 

IMG_3405.JPG

Depois consumir no prato ou no pão consoante a sua imaginação

 

E não se esqueça de por sempre uma pitada de amor na sua comida e uma pitada de especiarias na sua vida.

                                                                                                              Ana

 

21310178_gFm1V.png

 

 

 

 

Frutos de Inverno

Avelãs

Clementinas

Laranjas

Nozes

Pinhões

Romãs

Tangerinas

Toranjas

 

E não se esqueça de por sempre uma pitada de amor na sua comida e uma pitada de especiarias na sua vida.

                                                                                                              Ana

 

Sem Título.png

 

Legumes de Inverno

Abóbora

Acelga

Agrião

Alho-francês

Beterraba

Chicória

Couve-bruxelas

Couve-coração

Couve-flor

Couve-galega

Couve-lombarda

Couve-portuguesa

Endívia

Funcho

Grelos

Nabiças

Nabo

Rabanete

 

E não se esqueça de por sempre uma pitada de amor na sua comida e uma pitada de especiarias na sua vida.

                                                                                                              Ana

 

Sem Título.png

 

 

 

 

Infusão de Natal e Aroma de Natal Para a Casa

IMG_3255.JPG

 

Infusão de Natal

 

Água - 1 litro

Gengibre - cerca de 2 cm de raiz fresca sem casca

Laranja - Casca seca de 1

Pau de Canela - 2

Cravinhos - 3

Flor de Anis - 6

Lúcia-lima - algumas folhas secas (poucas para que o sabor não domine)

 

Descascar e cortar o gengibre em oito bocados. Num fervedor juntar todos os ingredientes com exceção das folhas de lúcia-lima. Levar ao lume, quando ferver baixar o lume para o mínimo e deixar fervilhar por três minutos. Quando apagar juntar as folhas de lúcia-lima e deixar em infusão por cinco minutos.

 

Para além do aroma natalício, esta infusão ajuda a digestão das delícias desta quadra e pode prevenir constipações.

 

 

Aroma de Natal Para a Casa

 

Tendo como base alguns dos ingredientes da infusão, poderá dar um cheiro natalício à casa mesmo sem estar a cozinhar, evitando assim a inalação de aromas industriais.

 

Água - 1/4 litro

Laranja - Casca seca de 1/2

Pau de Canela - 1

Cravinhos - 3

Flor de Anis - 2

Óleo Essencial de Canela - 3 gotas

Óleo Essencial de Laranja - 3 gotas

 

Num fervedor juntar todos os ingredientes e levar ao lume, quando ferver baixar o lume para o mínimo e deixar fervilhar por dez minutos. O aroma irá ficar mais concentrado e a cozinha vai começar a ficar perfumada.

Passar para um queimador de óleos apropriado.

 

No ano passado como bebida para a quadra natalícia sugeri um delicioso Chocolate Quente

 

 

E não se esqueça de por sempre uma pitada de amor na sua comida e uma pitada de especiarias na sua vida.

                                                                                                              Ana

 

 

Feliz Natal

separadores82.gif

 

 

Torrão de Chocolate e Frutos Secos

A menos de um mês do Natal, está na hora de começar a planear a ementa festiva. Durante as próximas semanas deixarei sugestões para quem quer um Natal alternativo ou apenas um Natal mais equilibrado, intercalando iguarias tradicionais com outras mais saudáveis mas igualmente deliciosas. 

 

IMG_3063.JPG

 

Manteiga de Cacau Cru - 100gr
Cacau em pó - 60gr

Amêndoas - 150 gr

Caju torrado sem sal - 50gr

Vagem de Baunilha - 1/4

Geleia de Arroz - 7 colheres de sopa

Sal - 1 pitada

 

Tostar as amêndoas no forno (durante cerca de 10 minutos a 270º, ir vigiando para não queimarem). Retirar do forno e deixar arrefecer por 10 minutos. Picar grosseiramente o cajú e 50gr das amêndoas torradas num processador ou numa picadora. Retirar 25 gr para decorar e reservar o resto. Picar as 100gr de amêndoas restantes até obter uma consistência de manteiga. Reservar.

 

Derreter a manteiga de cacau em banho-maria. Quando estiver derretida e ainda em banho-maria, juntar o cacau e dissolver bem, juntar em seguida as colheres de geleia de arroz aos poucos e dissolver bem até ter uma mistura homogénea, juntar o sal e mexer bem novamente.

 

Retirar do lume.

 

Juntar a manteiga de amêndoa mexendo bem e em seguida os frutos secos picados. Abrir a baunilha ao meio e raspar o interior. Juntar essas raspas ao preparado (guardar a parte exterior da baunilha para uma próxima receita).

 

Passar para um molde de silicone e levar imediatamente ao frigorífico.

 

Está pronto em duas horas mas se for feito de véspera o sabor fica ainda mais delicioso.

 

Decorar a gosto e servir.

 

No ano passado elaborei algumas receitas baseadas em memórias, uma delas vinha também de Espanha, Polvorones.

 

 

E não se esqueça de por sempre uma pitada de amor na sua comida e uma pitada de especiarias na sua vida.

                                                                                                              Ana

 

 

Feliz Natal

separadores82.gif

 

 

 

Esparguete com Nozes, Rúcula e Manjericão

Para uma refeição rápida, naqueles dias em que não apetece cozinhar, não há tempo ou estamos com preguiça, aqui fica um esparguete com cheiro de outono, nutritivo e rápido de confecionar.

Design sem nome.png

 

Para 2 doses

Esparguete - 160gr

Malagueta Vermelha - 1 pequena

Alhos - 2 dentes

Nozes - 80gr

Rúcula - 60gr

Manjericão - a gosto

Sal - a gosto

Azeite - a gosto

 

Cozer o esparguete de forma habitual com água e sal, reservar um pouco da água da cozedura.

Laminar os alhos e a malagueta. Num tacho aquecer o azeite com o alho e a malagueta. Juntar o esparguete, duas colheres de sopa da água de cozedura, a rúcula e o manjericão. Envolver bem. Juntar as nozes picadas e voltar a envolver bem. Ver se precisa de sal e retirar do lume.

 

E não se esqueça de por sempre uma pitada de amor na sua comida e uma pitada de especiarias na sua vida.

                                                                                     Ana

 

transferir.jpg

 

 

 

 

Creme de Arroz Com Maçã e Lúcia-Lima

O creme de arroz é um dos pequenos-almoços mais utilizados na cozinha macrobiótica e para mim é um dos mais aconchegantes para estas estações frias.

 

Apresento aqui uma receita com um toque de lúcia-lima que fará a diferença.

 

IMG_2922.JPG

 

 

Ingredientes

4 doses

 

Arroz Integral - 1 caneca de chá

Água - 4 canecas de chá

Limão - Casca de 1

Pau de Canela - 1

Maçã - 1

Lúcia-lima - 1 raminho fresco ou seco

Sal - 1 pitada

 

Pôr o arroz num tacho, cobrir com a água, juntar o pau de canela, a casca de limão e uma pitada de sal. Deixar levantar fervura, passar para o bico mais pequeno do fogão e pôr o lume no mínimo. Cozer por cerca de 100 minutos, juntar a maçã descaroçada e partida em cubos (utilizei maçã biológica e por isso não tirei a casca) e deixar cozer por mais 20 minutos até absorver a água quase na totalidade e ficar cremoso. Um minuto antes de apagar o lume colocar a lúcia-lima.

 

Deixar repousar por cinco minutos. Retirar o pau-de-canela, a lúcia-lima e passar com a varinha mágica.

 

Pode-se adoçar mais um pouco com geleia de arroz, polvilhar com canela e nozes picadas.

 

 

E não se esqueça de por sempre uma pitada de amor na sua comida e uma pitada de especiarias na sua vida.

                                                                                     Ana

 

 

transferir.jpg

 

 

 

Semi-frio de Dióspiro ou Nocheesecake de Dióspiro

IMG_2685.JPG

 

Aconselho a fazer no dia anterior se for para comer ao almoço ou de manhã se for para comer ao jantar. A agar-agar solidifica rápido mas com esta antecedência os sabores ficam mais apurados.

Dá para 10 porções.

 

Base

Amêndoas com pele - 75 gr

Avelãs com pele - 75 gr

Bolachas sem açúcar a gosto (usei da Finestra Sul Celo) - 100 gr 

Sal - 2 pitadas

 

Creme

Tofú sedoso (usei da Clearspring) - 300gr

Dióspiros - 3 e 1/2

Geleia de Arroz - 250ml

Agar-agar - 7gr

Água - 20cl

Baunilha - raspa de 1/2 de vagem

Limão - raspa de um pequeno e sumo de 1/2

 

Cobertura

Dióspiros - 1 e 1/2

Pau de canela - 1

Limão - sumo de 1/2

Baunilha - raspa de 1/4 de vagem

Geleia de arroz - 2 colheres de sopa

 

Frutas à escolha

Canela

 

Começar por fazer a base

 

Aquecer o forno a 180º. Por as amêndoas e as avelãs num tabuleiro e torrar cerca de 10 minutos (não devem ficar demasiado torradas). Deixar arrefecer.

 

Quando estiverem frias, com um processador de alimentos ou uma boa picadora, reduzir as amêndoas e as avelãs, com uma pitada de sal, até obter uma consistência de manteiga.

 

No processador ou na picadora picar as bolachas, juntar a "manteiga" de frutos secos, uma pitada de sal e envolver bem.

 

Num forma de base amovível, colocar papel vegetal, e por cima colocar a mistura anterior calcando bem.

 

Levar ao forno a 180º (previamente aquecido) por 10 minutos. Reserve

 

Creme

 

Descascar e cortar os dióspiros, regar com o sumo de 1/2 limão e reservar no frigorífico.

Dissolver a agar-agar na água, levar ao lume (no mínimo) e deixar ferver por 10 minutos mexendo de vez enquanto. 

Por o tofu num recipiente, ir juntando a água com a alga aos poucos enquanto bate com a varinha mágica. Juntar os dióspiros, temperar com a baunilha, a raspa do limão, a geleia de arroz e voltar a bater bem com a varinha mágica até ficar com a consistência de um creme.

 

Deitar na forma por cima da base e levar ao frigorífico.

 

Cobertura

 

Descascar e cortar os dióspiros, juntar a geleia de arroz, o pau de canela, a baunilha, o sumo de limão e levar ao lume até ter consistência de compota.

 

Retirar o pau de canela e passar com a varinha mágica.

 

Antes de servir desenformar, colocar a cobertura, polvilhar com canela e enfeitar com frutas de outono.

 

 

E não se esqueça de por sempre uma pitada de amor na sua comida e uma pitada de especiarias na sua vida.

                                                                             Ana

 

transferir.jpg

 

 

 

Cacau Morno (E receita de "Leite" de Amêndoas)

IMG_2631.JPG

 

 

Por caneca

Amêndoas - 1/3 de caneca

Água - 1 caneca

Tâmaras Medjool - 1 e 1/2

Cacau - 1/2 colher de chá

Canela - a gosto

Sal - uma pequena pitada

 

Poderá fazer este cacau morno com bebida (leite) de amêndoas de compra mas aconselho a fazer o seu. Não dá muito trabalho e poderá fazer uma quantidade maior do que indico aqui e guardar no frigorífico até 4 dias.

 

Leite de amêndoas - Deixar as amêndoas a demolhar, cobertas com água, durante 8 horas. Passado esse tempo escorrer, passar por água e colocar num liquidificador com o dobro de água. Ligar o liquidificador e misturar bem.

Em seguida coar num pano de algodão limpo ou num passador de rede fina (se o fizer no passador aconselho a passar o "leite" duas a três vezes).

 

Voltar a por o liquido obtido no copo do liquidificador e juntar o resto dos ingredientes. Misturar bem.

 

Levar ao lume e amornar um pouco, não aconselho a aquecer em demasia.

 

Antes de servir polvilhar com um pouco de cacau ou de canela.

 

P.S. Com o resíduo das amêndoas que fica no pano ou no passador, poderá fazer patês salgados ou doces. Não deite fora.

 

E não se esqueça de por sempre uma pitada de amor na sua comida e uma pitada de especiarias na sua vida.

                                                                             Ana

 

transferir.jpg